Português Italian English Spanish

Prefeito libera praias Cantagalo, Boa Viagem e Amaralina: ‘pouquíssimos fatos’

Prefeito libera praias Cantagalo, Boa Viagem e Amaralina: ‘pouquíssimos fatos’


05/10/2020

O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou na manhã desta segunda-feira (5) que a prefeitura vai liberar as praias do Canta Galo, Boa Viagem e Amaralina das restrições de circulação na próxima quarta-feira (7), quando vencerá o decreto no qual estabeleceu a interdição total delas. A liberação, no entanto, será somente para utlização durante a semana. O anúncio foi feito durante solenidade de autorização para construção de uma escola na Estrada da Muriçoca, em São Marcos.

Neto disse também disse que vai manter a interdição da Praia de Piatã, devido a quantidade de ocorrências de desrespeito ao decreto municipal durante final de semana.

“O decreto vence na quarta-feira. Em função do que verificamos na Canta Galo, Boa Biagem e Amaralina, a gente, a partir de quarta-feira, deveremos permitir o uso normal pelas pessoas durante a semana. Fica estendido por mais uma semana as restrições em Piatã, que foi onde verificamos mais problemas no final de semana”, disse o prefeito, que explicou o porquê da decisão de manter fechada somente a Praia de Piatã.

“Nós tivemos um final de semana de relativa tranquiliade nas praias de Salvador, um sábado que eu possso qualificar como absolutamente exemplar, com pouquíssimos fatos pontuais e isolados de ocupação das praias que estão, por hora, fechadas no final de semana. No domingo, tivemos um probleminha maior na região de Piatã e Itapuã, mas a Guarda Muncipal agiu ao lado da Semop e conseguimos contornar o problema, foi o único fato”, completou Neto.

O prefeito fez questão de chamar a atenção para um aumento de casos da Covid-19 em Salvador. Segundo ele, o alerta amerelo foi ligado devido ao crescimento de 10% do número de casos a partir a data de manifestação dos sintomas.

“A gente como tem trabalhado sempre com a média móvel, comparando os últimos 7 dias, com os últimos 14, na semana passada, houve momento da média móvel do número de casos a partir do primeiro dia do sintoma. Isso apenas serve para acender a luz amarela e não a vermelha. Houve essa média de aumento de 10% a partir da data do sintoma. Não é nada que em termos absolutos deva nos assustar, mas acende a luz amarela de atenção”, disse.