Português Italian English Spanish

Fechamento da Ford tem afetado o desempenho de concessionárias em Salvador

Fechamento da Ford tem afetado o desempenho de concessionárias em Salvador


25/01/2021

Por Filipe Oliveira

Desde que a Ford anunciou este mês o encerramento de atividades no Brasil que a situação nas concessionárias que revendem automóveis da empresa não é mais a mesma. A rede de distribuidores Ford que hoje é composta por 283 lojas deverá encolher em breve para cerca de 120 lojas no Brasil, após a empresa deixar de produzir veículos no país. Para a companhia, as três linhas de produção terão as atividades encerradas durante este ano, “à medida em que a pandemia de Covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas".

Uma colaboradora de uma das concessionárias da Ford, em Salvador, que preferiu não se identificar, disse que a empresa já vem enfrentando problemas desde o anúncio da Ford. “Estamos enfrentando uma falta de fluxo de pessoas nas lojas. As pessoas estão achando que por conta do fechamento da fábrica não vai haver mais serviço de pós-venda, de assistência, mas não é nada disso. A Ford vai continuar prestando os serviços”. Ela conta ainda que alguns clientes já desistiram de compras por receio de faltar assistência. “Já aconteceu, mas foram poucas vezes, a maioria a gente conseguiu reverter, dissemos aos clientes que não vai haver desvalorização dos veículos. Temos tentado tranquilizar os nossos clientes”, afirma.

Uma fonte anônima ligada à outra concessionária da Ford na cidade contou à Tribuna que a situação dentro das lojas tem sido desconfortável. “Obviamente que com a mudança de perfil de público que a Ford deseja muita coisa vai mudar no nosso dia a dia. Menos carros serão vendidos, essa estrutura que se tem hoje deverá ser reduzida. Acredito que tudo ainda está sendo definido, mas, aparentemente, na próxima semana alguma decisão deve ser comunicada aos colaboradores. A gente espera que não haja fechamento de lojas, mas é tudo muito incerto”, relata. A fonte contou também que a concessionária já está em trâmite para receber indenizações da Ford e isso tem preocupado os colaboradores.

De acordo com a assessoria da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave-Ba), a Ford possui 16 concessionárias na Bahia, sendo destas, quatro em Salvador e uma, na Região Metropolitana. A reportagem da Tribuna da Bahia solicitou uma fonte, mas foi informada que a Fenabrave não pode comentar sobre os impactos das mudanças envolvendo a Ford na Bahia. No entanto, foi confirmado que nas concessionárias da empresa está havendo desistência de compra de veículos por parte dos clientes, enquanto, por outro lado, tem surgido procura por conta da queda de preço dos automóveis. Ainda de acordo com assessoria, para saber mais detalhes deveríamos entrar em contato com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Já em contato com a Anfavea, fomos informados que a associação não fala pelas concessionárias, mas apenas pelas fábricas e que deveríamos falar com a Fenabrave - que já havíamos entrado em contato anteriormente. Falamos também com a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto) e fomos informados pela assessoria que a federação não fala sobre carros da concessionária, somente sobre carros usados e vendidos em concessionárias multimarcas. A sugestão da assessoria foi que devíamos falar com a Fenabrave - o mesmo sugerido pela Anfavea. Entramos em contato com todas as concessionárias da Ford em Salvador, mas, por coincidência ou não, nenhum gerente pôde falar. Por fim, tentamos contato com a Associação Brasileira dos Distribuidores Ford (Abradif) e não conseguimos falar com a fonte que ficou de retornar o contato.